Um lar com propósitos

 

O lar construído por Deus, e denominado de “Jardim do Éden”, apresenta-se como protótipo para todos os demais lares. Nele, todos os propósitos relevantes estabelecidos por Deus na construção de um ambiente saudável são aplicáveis aos lares modernos, por levar em consideração as necessidades básicas dos indivíduos.

O primeiro propósito percebe-se na infraestrutura criada no jardim, quando se observa que tudo fora preparado com certa propriedade. Além de regar todo o lugar por intermédio de quatro grandes rios, o que tornava aquele espaço uma excelente moradia, o bondoso Deus estabeleceu o plantio de diversas árvores, em especial frutíferas, para o sustento e comodidade dos seus moradores. Isto explicitamente demonstra a preocupação do criador em torná-lo muito mais do que uma moradia, como também, um lugar de tranquilidade e bem-estar.


O segundo propósito, igualmente de suma importância, é a ligação do ambiente criado ao homem formado. Este, composto com elementos da própria terra, teve como incumbência divina o dever de cuidar dela e do próprio espaço onde se encontrava instalado. Desta forma, o princípio do bem-estar envolvia sua participação ativa.


Com o objetivo de auxiliar o homem em sua grande tarefa, Deus formou a mulher, para que ambos trabalhassem em prol da execução do seu projeto, cujo teor envolvia, e ainda envolve um trabalho contínuo, porém, capaz de conduzir toda a humanidade a um estágio avançado de paz. Tanto o homem, quanto a mulher, neste ambiente, ocupa um papel importante no jogo da vida, por serem coparticipantes na concretização do projeto divino.


O fato de Deus ter criado um lugar especial, onde o casal pudesse desenvolver o laço social, e a partir daí, expandi-lo aos demais membros da comunidade humana, transparece qual é a sua vontade em relação ao seu projeto. Seus propósitos visam, portanto, prover um lugar produtivo, onde, homem e mulher desenvolvam o relacionamento afetivo, servindo de exemplo para que outros casais tenham a referência de uma família – porque um lar estruturado tem a capacidade de produzir outro na mesma proporção.

Nelson Costa