Casamento, relacionamento ou recebimento?

 

Muitos casamentos não estão dando certo porque as pessoas confundem na prática relacionamento com recebimento. O motivo para isso acontecer é simples: desde crianças nós aprendemos a receber, mas não aprendemos a doar. Logo, recebemos o leite e o seio da mãe, o carinho do pai, a atenção do avô, o abraço da tia. E assim crescemos, sempre recebendo e nunca doando.

Quando adultos continuamos com a mesma ideia: trabalhamos para receber o salário, estudamos para receber um salário melhor ainda. Por fim, casamos, não para doar, mas para receber do outro amor, perdão, e outras coisas mais.

Desta forma, confundimos relacionamento com recebimento. Desconhecemos que o recebimento é o ato ou efeito de receber, enquanto, relacionamento é o ato ou efeito de relacionar-se, ou seja, é o ato de dar e receber. Considerando isto, observemos que no relacionamento o primeiro ato é doar, e depois receber.

Com isto em mente, Paulo, em Atos 20:35, citando as palavras de Jesus disse: “Há maior felicidade em dar do que em receber”. Nesse sentido, Deus demonstrou na prática o que é relacionamento: Ele nos deu o Seu Filho. E o Seu Filho nos repassou o ensino do Pai nos dando a própria vida.

Portanto, o conselho de Jesus para marido e mulher é dar para receber, pelo que concluiu em Mateus 7:12: “Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam”. De acordo com suas palavras se queremos receber amor, damos amor, se queremos receber perdão, damos perdão. O mesmo vale para a amizade, o carinho, o apreço e tudo mais.

Quem age de outra forma, pensando apenas em receber é comparado em provérbios 30:15 a um sanguessuga, a qual “tem duas filhas: Dá e Dá [...], que nunca dizem: Basta!”. Por esta metáfora, quem só pensa em receber nunca se cansará de receber, logicamente, nunca estará preparado para dar.

Agora reflita comigo: o que movimenta o seu casamento? O relacionamento ou o recebimento? Se é o recebimento então não existe de fato o casamento. Agora se é o relacionamento você vive o casamento em sua essência, por conseguinte, você está mais concentrado em dar do quem em receber. E o mais interessante: se você está doando é porque tem o bastante para oferecer!

Pense nisso!

Nelson Costa.